Sobre

Blogueira inconstante, posto somente quando tenho vontade, sem obrigação de agradar, nem a gregos; nem a troianos. Sou como Ignácio de Loyola Brandão, “Escrevo para mim. Escrever é uma viagem minha; quem quiser que pegue carona.”

Nas minhas viagens, sou atrevida. Invado espaços, crio rotas alternativas, chego a me lançar perigosamente em terreno escorregadio. Ali, caso caia, transformo as coisas em plena diversão.

Espantado? Você nunca brincou ladeira abaixo? De patins ou carrinho de rolimã? Nunca desceu um tobogã ou montanha russa, não quebrou braços, pernas? Nunca amou até perder o fôlego, nem se decepcionou com a mesma intensidade?  Ai, que pena eu tenho da sua vida insípida!

Já fui leoa. Hoje, sou mais camaleoa. Por vezes, colorida, noutras; incolor. Aprendi a arte da camuflagem; por entre nuvens esvoaço, sem asas ou braços. Desvenda-me, aprende. Rapte-me, adapte-me.

Posso ser  Angel. Às vezes, claro.

Quer palpitar? Por sua conta e risco!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s